Comemorações de aniversário da Freguesia marcadas pela apresentação do Pastel da Marateca

A União das Freguesias de Poceirão e Marateca voltou a assinalar, de forma simbólica, o aniversário da Freguesia de Marateca. Desconhecendo-se a data oficial da criação da Freguesia,...

83
83

A União das Freguesias de Poceirão e Marateca voltou a assinalar, de forma simbólica, o aniversário da Freguesia de Marateca.

Desconhecendo-se a data oficial da criação da Freguesia, bem como o número de anos que tem, foi o anterior executivo liderado por José Silvério, que instituiu o dia de S. Pedro – Padroeiro local, como sendo o dia de aniversário da mesma.

Neste sentido, e dando continuidade ao trabalho realizado, Cecília de Sousa, desafiou o pasteleiro Nuno Gil, da Confeitaria S. Julião a criar um pastel que vincasse a identidade e tradições dos maratequenteses, e assim surgiu o Pastel da Marateca.

Em dia de aniversário, Susana Gonçalves, presidente da Assembleia de Freguesia, começou por recordar que “embora não haja uma data que precise a criação de Marateca”, suspeita-se que a mesma remonte ao século XII, e enumerou o “vasto património natural” da Freguesia.

Também a retirada do estatuto de freguesia rural, mereceu a atenção de Susana Gonçalves, ao defender que “muito nos tem prejudicado em matéria de financiamentos e investimento”.

Para Cecília de Sousa, presidente da União das Freguesias de Poceirão e Marateca, “esta freguesia está muito diferente, cresceu, ganhou raízes fortes e mais do que nunca é uma freguesia jovem, que olha com esperança para o futuro”.

No entender da autarca “ o papel da Junta de Freguesia é zelar pelo desenvolvimento da sua terra. É o que queremos fazer”, defendeu ao lembrar que “temos projectos em curso com o município”.

A terminar, Álvaro Amaro, presidente da Câmara de Palmela, valorizou a “iniciativa da União das Freguesias ao lançar este pastel que vem reafirmar a identidade da população de uma freguesia que é, tal como Palmela, uma das mais antigas do concelho”.

Para o autarca este é “um território único e invulgar de enormes potencialidades e que tem conseguido fazer a coexistência entre a inovação e a tradição”.

A cerimónia evocativa de aniversário terminou com um apontamento teatral a cargo de Marco Bilimória, do TELA.

 

In this article