Câmara de Palmela  apoia AMI e Cruz Vermelha em missão na Beira

A passagem do violento ciclone Idai em Moçambique não deixou a autarquia de Palmela indiferente que, desde logo, manifestou a sua solidariedade para com este...

134
134

A passagem do violento ciclone Idai em Moçambique não deixou a autarquia de Palmela indiferente que, desde logo, manifestou a sua solidariedade para com este país, que se viu obrigado a decretar Estado de Emergência Nacional. Para além da campanha “Palmela Ajuda” já em curso, o município palmelense aprovou, por unanimidade, a atribuição de dois apoios financeiros, cada um no valor de €2.500, à Fundação AMI – Assistência Médica Internacional e à Cruz Vermelha Portuguesa, contributos que se destinam a financiar as missões de emergência que estas ONGs portuguesas estão a realizar na Beira.

Quanto à escolha das ONGs para atribuição de um “apoio solidário”, o presidente da autarquia, Álvaro Amaro, explicou que são duas organizações portuguesas que já estão no terreno, a prestar auxílio directo às populações, e que todos os contributos são necessários para que possam actuar com eficácia nesta causa humanitária.

Dado o forte empenho e participação das escolas, IPSSs e instituições locais, o autarca felicitou, ainda, a comunidade pelo seu envolvimento na campanha “Palmela Ajuda” que, até dia 15 de Abril, está a receber bens alimentares não perecíveis e produtos de higiene para serem transportados pela Cruz Vermelha Portuguesa rumo à cidade da Beira, em Moçambique.

Os interessado em participar nesta acção podem entregar os bens e produtos nas bibliotecas municipais de Palmela e de Pinhal Novo. Mais informações em www.cm-palmela.pt.

In this article