Entrevista com Anabela Pessoa, candidato do Nós Cidadãos: “Estamos disponíveis a trabalhar com vista a auxiliar a população”

É advogada, reside no concelho de Palmela e candidata-se à presidência da Câmara Municipal de Palmela porque pretende “dar um novo rumo ao concelho”. “Não podemos continuar adiar o...

380
380

É advogada, reside no concelho de Palmela e candidata-se à presidência da Câmara Municipal de Palmela porque pretende “dar um novo rumo ao concelho”.

“Não podemos continuar adiar o progresso do concelho de Palmela em prol do povo e para o povo”, defende Anabela Pessoa.

–  O que a leva a candidatar-se à presidência da Câmara de Palmela?

Aquilo que me levou a candidatar-me prende-se com a intenção de dar um novo rumo ao concelho de Palmela na perspectiva de mudança.

Sendo que irei desempenhar a minha função mancando pela diferença as mentalidades da população e com o objectivo de melhorar a vida dos cidadãos do concelho, não esquecendo das zonas rurais que estão esquecidas a nível de saneamento básico e água potável, transportes rodoviários, limpeza de ruas e aceiros, no desporto e na cultura. E por último, candidatei à presidência da Câmara Municipal de Palmela em virtude de não podemos continuar adiar o progresso do concelho de Palmela em prol do povo e para o povo.

–  Quais são as suas prioridades para os próximos quatro anos?

As principais prioridades para o mandato na autarquia desde 2021 até 2025 têm os objectivos seguintes: Exigir mais medidas de mudança para o concelho; Garantir aos cidadãos serviços públicos de qualidade; Exigir mais transportes públicos rodoviários;  Dinamizar os espaços verdes; Melhoramento do asfaltamento dos aceiros e ruas; Criação de iluminação pública e sinais verticais nas zonas rurais; Melhor saneamento básico e água potável; Melhoramento do meio ambiente com a criação de maior limpeza e criação de desinfestação dos contentores de lixo e vidrões; Criação do comboio turístico, com apoio às zonas rurais ao concelho, nomeadamente  – Visita às adegas, às vinhas e aos queijos de Azeitão; Abertura e manutenção da Ponte do Zambujal, tendo em vista o intercâmbio das populações; Criação da Feira Agrícola, com finalidade de promover a Maçã Riscadinha, criando assim, uma marca registada da mesma, dando incentivos e apoios aos agricultores para a sua produção.

No fundo conseguir a aproximação das zonas rurais à zona urbana.

sdr

“ Pela Terra e Pelo Povo é uma mensagem respeita a pessoa humana sendo esta mais solidária com a população”

– Quais são para si as principais carências do Concelho de Palmela?

As principais carências do concelho de Palmela são as seguintes: Falta de limpeza; Falta de espaços verdes; Falta de transportes rodoviários; Falta saneamento básico e água potável; Falta de zonas de lazer para os idosos e jovens; Falta infracturas socioculturais de apoio à população e Garantir a educação e Acção Social.

– “ Pela Terra e Pelo Povo” é o slogan do Nós Cidadãos. O que pretende realmente transmitir com esta mensagem?

“ Pela Terra e Pelo Povo”  é uma mensagem respeita a pessoa humana sendo esta mais solidária com a população, mantendo a promessa de que todos têm uma vida melhor no concelho.

O slogan vincula todas as necessidades das pessoas do concelho, tendo em vista a proximidade e igualdade dos direitos das populações para assegurar o bem estar

 social e a qualidade de vida das mesmas.

Tendo como princípios fundamentais a dignidade da pessoa humana a liberdade e democracia.

– Como define a equipa do Nós Cidadãos para o concelho de Palmela?

A equipa do Nós Cidadãos para o concelho de Palmela é uma equipa competente e dinâmica com vontade de mudança para o povo.

Tendo os objectivos seguintes: Acesso à cultura, educação e desporto;  E maior proximidade entre as populações no sentido de ajudar as pessoas mais idosas e os jovens, tendo em vista uma sociedade ajustada às necessidades das pessoas.

“Para fazer campanha não necessitamos de ofender os outros candidatos”

–  Este ano existem 9 candidatos aos órgãos autárquicos. Como avalia esta nova realidade política no concelho?

É uma nova dinâmica com vontades políticas para o concelho.

Tendo com princípios fundamentais a democracia aberta onde toda agente pode participar.

Existindo diversos pontos de vista baseados na liberdade de expressão e na governação honesta e transparente, podendo assim novas valências para o concelho.

–  Com que partido ou movimento ponderaria coligar-se caso vença as eleições com uma maioria relativa?

Estamos disponíveis a trabalhar com vista a auxiliar a população, melhorando as suas condições de vida para o bem-estar e desenvolvimento do concelho. Assim, estamos totalmente receptivos a colaborarmos com outro partido desde que partilhem da nossa filosofia, ideologia política, não discriminam por razão da idade, raça, religião e género.

– Com tantas mudanças de partidos, com tantos candidatos esta será uma campanha cordial e livre de ataques pessoais?

Vivemos, no estado de direito com regras, sendo que para fazer campanha não necessitamos de ofender os outros candidatos, não prevalecendo os ataques pessoais.

Isto porque, será sempre saudável e benéfico para as populações a pluralidade de candidatos, ideologias e conhecimentos partilhados.

Assim só de uma campanha cordial, séria e livre de quaisquer ataques pessoais poderá sair/resultar uma possível estratégica de governação em prol do município, do concelho, das suas populações e das suas necessidades.

In this article