Chama da Solidariedade chegou a Palmela

Palmela acolheu, na passada semana, a Chama da Solidariedade, uma iniciativa da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade lançada em 2008 para desafiar ao bem-comum e ao...

621
621

Palmela acolheu, na passada semana, a Chama da Solidariedade, uma iniciativa da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade lançada em 2008 para desafiar ao bem-comum e ao compromisso social.

A percorrer o distrito de Setúbal até Junho de 2018, esta iniciativa pretende chamar a atenção de e para todos quantos, ao serviço das Instituições de Solidariedade Social, prestam serviços à sociedade.

Depois de Almada, foi a vez do concelho de Palmela acolher o iniciativa, ficando, por agora, a Chama da Solidariedade entregue à Fundação COI, que defende através do seu presidente Carlos Taleço que “esta é uma oportunidade para chamar a atenção não só da comunidade, mas sobretudo dos dirigentes para os problemas que estão por resolver neste território”.

Para Álvaro Amaro, presidente da Câmara de Palmela, “temos procurado pautar a nossa actuação no domínio de um compromisso com uma política de cooperação institucional, que sempre reconheceu nas parcerias um valor insubstituível. Nós reconhecemos nas nossas instituições sociais qualidade, emprenho, dedicação e compromisso e com todas elas trabalhamos visando o bem-estar e a inclusão das nossas comunidades e sobretudo dos cidadãos que se encontram socialmente ou economicamente mais fragilizados”.

“Vários são os palcos para em conjunto apelar para mais e melhores recursos em prol da comunidade e do seu bem-estar”, concluiu.

In this article